<br> O Campeonato Brasileiro terminou no dia 2 de dezembro, mas as punições ainda não foram todas aplicadas. Nesta segunda (10), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou o volante Pierre, do Palmeiras, pela expulsão na partida contra o Internacional, no dia 25 de novembro.

O volante foi julgado por infração do artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (praticar ato desleal ou inconveniente). Ele pegou um jogo de suspensão, já cumprido na última partida da competição, contra o Atlético-MG no Palestra Itália. Assim, o jogador está livre para começar jogando o torneio de 2008.

O preparador de goleiros, Carlos Pracidelli, julgado no artigo 187 II do CBJD (ofender moralmente árbitro ou auxiliar), foi punido com suspensão de 30 dias, a pena mínima. Ele foi acusado de ir ao vestiário dos árbitros no intervalo do jogo para ofendê-los.

Dessa forma, o membro da comissão técnica do Verdão está livre para trabalhar na estréia do Campeonato Paulista, no dia 16 de janeiro, contra o Sertãozinho. Isso porque a punição começa a vigorar nesta terça (11), e termina antes do início do Paulistão.

"Tentamos absolver o Pracidelli, porém não foi possível. Neste caso, solicitei a pena mínima e argumentei que ele é réu primário e um profissional exemplar, campeão do mundo em 2002. Foi aceito e não haverá nenhum prejuízo para ele e para o Palmeiras", explica o advogado do clube, Luiz Roberto Martins Castro.

<b>Veja também:
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=22479>Palmeiras: oito anos, 14 treinadores e nenhum título!</a>

Sem mais artigos