O presidente da Uefa, Michel Platini, reiterou nesta sexta-feira (24) a necessidade de criar um serviço de polícia esportiva que vigie em toda Europa o envolvimento de máfias na combinação de resultados.

Platini fez essas declarações durante um discurso no XXXVII Congresso Ordinário da Uefa, realizado em Londres, onde aproveitou para lamentar a falta de resposta das autoridades para lutar contra este problema.

“Estamos protegendo o nosso esporte desta praga com todos os meios que temos à disposição, mas infelizmente, às vezes não é suficiente”, afirmou o dirigente futebolístico.

Platini considerou que uma unidade policial especial seria muito útil para lutar contra este tipo de crime organizado e, ao mesmo tempo, para acabar com a violência e o “hooliganismo” no futebol do continente.

O presidente da Uefa quis deixar claro que a combinação de resultados não é, “em absoluto, um fenômeno generalizado”, embora tenha afirmado que só “uma combinação” já é suficiente para sujar a reputação desta esporte.

“Em resposta aos problemas de apostas, corrupção e combinação de resultados, assim como do vandalismo e doping – lembrou -, pedi há seis anos o estabelecimento de uma força policial esportiva europeia”.

Essa chamada, lamentou Platini, não provocou “reação alguma” nos “políticos”, motivo pelo qual hoje, disse, “voltou a levantar a questão”.

“Se esse assunto, infelizmente, voltar a cair no ouvido dos surdos, peço a cada país que inclua medidas em suas leis nacionais destinadas a fazer frente ao problema da combinação de resultados e castigar estes criminosos”, disse.

Platini lembrou que apenas dez dos 53 países-membros da Uefa, entre eles o Reino Unido, têm uma legislação que proíbe a combinação de partidas.

“Não são muitos e não é suficiente”, comunicou o presidente em seu discurso, que foi assistido, entre outros, pelo príncipe William como presidente da Federação Inglesa (FA).

Durante o discurso de William hoje, o neto da rainha Elizabeth II brincou ao dizer que tinha apostado seu dinheiro em uma vitória por 2 a 0 do Bayern de Munique na final da Liga dos Campeões, que será disputada amanhã em Londres contra o também alemão Borussia Dortmund.



Sem mais artigos