O atual presidente da UEFA, Michel Platini, esteve presente na cerimônia da Bola de Ouro da FIFA na última segunda-feira (13) e falou para a rede de televisão francesa, L´Equipe 21, sobre o resultado final da premiação. Para o ex-jogador, Cristiano Ronaldo merece os parabéns pelo troféu conquistado, mas Ribéry, que também concorria junto ao português e Messi, foi injustiçado.

Segundo Platini, premiar Ribéry interromperia a sequência de vitórias que nos últimos anos ficaram entre o jogador do Real Madrid e o atleta do Barcelona. “Estou muito dececionado por Franck Ribéry. No próximo ano vamos ver e será Messi-Ronaldo, daqui a dois anos será Ronaldo-Messi, daqui a três Ronaldo-Messi”, desabafou Michel.

O ex-meia também contestou os métodos utilizados pela FIFA para escolher o melhor do mundo. “Estou triste porque durante 50 anos a atribuição da Bola de Ouro tinha em consideração os resultados e o desempenho dos jogadores em campo. Agora, o que parece contar é o valor global dos jogadores e isso é um problema”, apontou Platini.

Na visão do francês, Ribéry fez uma ótima temporada e seria merecedor do troféu. “Para Franck, era este ano ou nunca”, concluiu o mandatário.

Sem mais artigos