Ronaldinho ainda nem estreou pelo Querétaro e já sofreu com o preconceito no México. Em sua conta no Facebook, o político Carlos Trevino, que já foi Secretário de Desenvolvimento Social da cidade entre 2006 e 2009 não gostou da pomposa recepção do astro brasileiro e o chamou de “macaco”.

Utilizando de sua rede social, o político do Partido Acción Nacional (PAN), desabafou e ofendeu o meia do Querétaro. Poucas horas depois, no entanto, o post foi apagado. A conta de Carlos Trevino continua ativa.

“Sou tolerante, mas DETESTO FUTEBOL e o fenômeno de idiotice que produz. O detesto porque as pessoas estorva e enche as avenidas para nos atrasar em duas horas para chegar em casa. E tudo isso para ver um MACACO. Brasileiro, mas ainda assim, macaco. Isso já é um circo ridículo”, declarou.

Ronaldinho ainda não se pronunciou sobre o caso, assim como sua assessoria. O Querétaro, clube mexicano que o contratou recentemente, também não divulgou nenhuma declaração sobre as ofensas de Trevino.

Sem mais artigos