O nigeriano Oba Al-Maroof Adekunle Magbagbeola recebe camisa da Ponte Preta

O nigeriano Oba Al-Maroof Adekunle Magbagbeola recebe camisa da Ponte Preta

Pioneira na admissão de negros no futebol brasileiro, desde 1900, a Ponte Preta não deixou passar o Dia da Consciência Negra e aproveitou a data para presentear Oba Al-Maroof Adekunle Magbagbeola, considerado Rei de Efon, em Osun, na Nigéria. Passando pelo país, o líder ganhou uma camisa da equipe campineira.

Apesar de muitos citarem o Vasco como primeira equipe que aceitou negros em seu time, a Ponte Preta já provou historicamente em diversas oportunidades que ignorou o preconceito racial presente no fim do século XIX e início do século XX, e admitiu negros em sua equipe desde 1900, ano de sua fundação.

Miguel do Carmo, com apenas 15 anos na época, integrava a equipe da Macaca de Campinas, por onde jogou até 1904. Apesar da breve passagem, ficou marcado como o primeiro negro a atuar profissionalmente em um time de futebol.

Voltando para os tempos atuais, a Ponte Preta curte o bom momento. Já garantida na Série A 2015, o time volta a campo neste sábado (22), às 16h20 (de Brasília), contra o América-MG. O alvinegro campineiro ainda briga com o Joinville pelo título da segunda divisão nacional.

Sem mais artigos