Com problemas para atender à demanda de ingressos dos seus torcedores para a final da Liga dos Campeões, o Real Madrid adotou uma medida de desagradou seu elenco de jogadores. Segundo informação do jornal Marca, o clube reduziu de 50 para 25 o número de entradas destinadas a cada atleta, deixando assim um clima ruim nos vestiários.

De acordo com a publicação espanhola, os jogadores do Real Madrid não entenderam a medida, uma vez que eles foram os grandes responsáveis por levar o time à decisão contra o Atlético de Madrid, marcada para o dia 24 de maio, em Lisboa, no Estádio da Luz.

No total, o Real Madrid terá 16.970 ingressos à disposição para o jogo final da Liga dos Campeões. Na última terça-feira, o clube um sorteio de 13.004 ingressos para sócios, sendo que 73.314 associados fizeram o requerimento de bilhetes para a partida. Tirando as entradas destinadas aos sócios, 800 delas foram separadas para as embaixadas de torcedores, 700 para os jogadores e comissão técnica, 600 para empregados do clube e outras 600 para patrocinadores.

Assim como o Real, o Atlético de Madrid terá direito ao mesmo número de ingressos. A Uefa, por outro lado, terá mais bilhetes que os dois clubes: serão 24 mil ao todo. Palco da grande decisão europeia, o Estádio da Luz  tem capacidade para 60 mil pessoas.

Sem mais artigos