O candidato ao governo de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou na última quinta-feira (5), em almoço-debate com empresários realizado no Hotel Hyatt, pela Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil, que a cidade de São Paulo está garantida na Copa do Mundo de 2014.

“O que ainda está indefinido é se São Paulo terá a abertura do Mundial. Para isso, tem de ter um estádio que atenda as normas da FIFA. As conversas estão adiantas com o Goldman (Alberto Goldman, atual governador) e creio que a definição de sobre a construção de um novo estádio ou da reforma do Morumbi deve sair logo”, disse.

Usado a construção da linha 4 do Metro de São Paulo como exemplo, o candidato deixou bem claro que é contra a utilização de dinheiro público para qualquer uma das hipóteses.

“Acredito que o Estado deva se preocupar com obras de infra-estrutura e investir melhorias que durem para o contribuinte, não em estádio de futebol”, disse.

Alckmin ressaltou ainda que deverá estender, caso eleito, a parceria público-privada para outros setores, citando o exemplo de áreas como a da saúde.

“Hoje há muitos hospitais públicos que não tem funcionário público e funcionam. Esta é a diferença que nós temos com o outro partido (PT). Eles acham que tudo deve ser estatal, para nós tem que ser público. A população pode ter acesso gratuito, mas a gestão não precisa ser do Estado”.

Refutando investimento público em estádio, Alckmin garante São Paulo na Copa de 2014

Sem mais artigos