O lateral brasileiro Adriano reconheceu nesta quinta-feira (12), em entrevista coletiva, que para o Barcelona é impossível renunciar a uma filosofia que já rendeu tantos títulos”, mas disse que o novo técnico, Gerardo Martino, está tentando aplicar também um jogo mais direto.

“Ele não veio para mudar nada, só nos lembrar o que fazíamos em anos anteriores. Pode ser que nos peça um jogo mais direto em certos momentos”, explicou.

“Renunciar à filosofia do Barça é impossível, o que o técnico está fazendo é acrescentar alguns pontos para que possamos melhorar em alguns aspectos dentro de campo”, disse o brasileiro.

“No ano passado estávamos muito cansados. O Tata quer recuperar o frescor e a faísca, temos vontade de voltar a fazer o que fazíamos. E sem dúvida manter nosso jogo, que é a posse”, comentou.

Já sobre a próxima partida perante o Sevilla, Adriano confessou que para ele sempre é um partida especial pelos anos nos quais jogou no clube, e admitiu que será uma partida dura.

O lateral explicou que tem visto Messi e Neymar se entrosando e minimizou a importância das entradas duras dos adversários em Neymar. “Está acostumado; no Brasil era a mesma coisa e aqui não será diferente. Ele tem que seguir jogando como sabe”, disse.

Por fim, Adriano disse que tem se esforçado para ser titular da equipe e voltar a ser convocado para a seleção brasileira.

“Estou fazendo mais trabalho de academia para ganhar resistência no músculo e mais trabalho físico para poder agüentar 90 minutos. Tenho muita vontade de voltar a ser convocado pela minha seleção”.

Sem mais artigos