Nessa segunda-feira (10), o presidente do Vasco da Gama, Roberto
Dinamite
, trocou camisas com Mario Balotelli, atacante da Seleção Italiana que
está no Rio de Janeiro para a disputa da Copa das Confederações. Em clima
amistoso, o dirigente carioca entregou uma edição especial do uniforme
cruzmaltino, que traz um símbolo da luta contra o racismo, combate este feito
pelo jogador, alvo constante de violência segregacionista em seu país.

Segundo a agência de notícias ANSA divulga nesta terça-feira
(10), Dinamite fez questão de dizer que o atleta é engendrado politicamente no
assunto.

“O Balotelli vive essa luta na pele. O Vasco e o povo
brasileiro estão com ele para que o preconceito não exista. Essa camisa
simboliza isso”, contou o presidente vascaíno, referindo-se à história do
time de São Januário, que foi um dos pioneiros do futebol brasileiro a aceitar
negros em seu quadro de jogadores, nos idos dos anos 1920, segundo informa o
site oficial do clube.

O jogador é também muito visado pelos tabloides pelos seus
atos fora dos gramados. Apesar de nas quatro linhas apresentar alta qualidade,
é alvo constante de polêmicas, com carros, mulheres e baladas.

Se na Itália os torcedores rivais lamentavelmente usam de
cânticos racistas para tentar atingir o jogador do Milan, no Rio de Janeiro,
foi o mais procurado por admiradores para tirar fotografias.

Nesta terça, Balotelli joga no estádio vascaíno, São Januário, em amistoso de sua seleção contra o Haiti.

Veja o vídeo da troca de camisas entre Balotelli e Dinamite
abaixo:

Veja mais fotos na galeria acima.

Roberto Dinamite ‘adota’ Balotelli na luta contra o racismo no futebol e o presenteia com camisa

Sem mais artigos
Sair da versão mobile