<br>Promessa de um jogo emocionante, estádio lotado, briga por liderança, duas torcidas ansiosas para ver qual será a atuação dos seus craques contra o grande rival e a imprensa dando cobertura máxima para o evento desde o início da semana…

É esse o espírito que se imagina para um grande clássico, não é mesmo? Especialmente no período de campeonatos estaduais, em que as disputas regionais ficam ainda mais fortes.

Mas será que hoje em dia as coisas são assim? Estão marcados para esta tarde três dos mais importantes e tradicionais clássicos brasileiros – porém nenhum deles se parece muito com a descrição do início do texto.

Em São Paulo, onde até aqui já tivemos 2 grandes clássicos (ambos encerrados com o placar de 0x0), se enfrentarão às 16h os dois times mais vitoriosos do estado – e talvez até do Brasil – nos últimos anos: finalistas do Campeonato Paulista de 2000, São Paulo e Santos começaram naquele ano a recuperar um pouco do espaço perdido para Corinthians e Palmeiras, em fase muito melhor no fim dos anos 90.

Desde então, o cenário se inverteu: no século XXI, o San-São vem sendo o clássico dos times paulistas que sempre estão no topo da tabela e brigando por títulos, enquanto as torcidas corintiana e palmeirense tiveram até que amargurar passagens de seus clubes pela Segunda Divisão.

Porém a regularidade de tricolores e alvinegros do litoral passa, neste início de 2008, por um estranho período de baixa.

Nenhum dos dois está neste momento na zona de classificação para a segunda fase. E se pro São Paulo ainda resta uma invencibilidade como consolo (apesar de o desempenho de 4 empates em 7 jogos estar muito abaixo das expectativas), pro Santos é ainda pior (o Peixe já coleciona 3 derrotas em pleno início de campeonato – para se ter idéia, em toda a campanha do título de 2007 foram 2 derrotas – e está a apenas 1 ponto da zona de rebaixamento).

O público que vai comparecer hoje no estádio do Morumbi não deve esperar grande futebol, o que até aqui não foi apresentado pelas duas equipes.

<b>CONTINUAÇÃO:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=23526>No Rio de Janeiro, equipes reservas tiram o brilho do Fla-Flu

Sem mais artigos