Ronaldinho Gaúcho foi eleito o “Rei da América” em 2013, nesta terça-feira (31), em votação envolvendo mais de 200 jornalistas esportivos, promovida pelo jornal uruguaio El Pais, que os brasileiros dominam pelo terceiro ano consecutivo.

Depois de duas vitórias seguidas de Neymar, então no Santos, o camisa 10 do Atlético Mineiro recebeu 156 votos. Em 2006, a mesma publicação elegeu Ronaldinho como o “Rei da Europa”, na época em que atuava no Barcelona.

Curiosamente, mesmo só tendo atuado por seis meses no futebol brasileiro, Neymar ainda conseguiu garantir o segundo lugar, com 81 votos. Em terceiro ficou o meia argentino Maxi Rodríguez, do Newell’s Old Boys, que recebeu 79 votos.

Antes de Ronaldinho e Neymar, outros quatro brasileiros venceram a honraria dada pelo El Pais desde 1986. São eles: Bebeto (1989), Raí (1992), Cafu (1994) e Romário (200). Antes, a entrega era feita pelo jornal El Mundo, e foi vencida por Tostão (1971), Pelé (1973), Zico (1977, 1981 e 1983) e Sócrates (1983).

Neste ano, outros brasileiros votados pelos jornalistas participantes foram Éverton Ribeiro, do Cruzeiro, , VictorBernard, do Atlético Mineiro (o último agora no Shakhtar Donetsk), Éderson, do Atlético Paranaense, e Paulinho, ex-Corinthians e agora no Tottenham. Além deles, o uruguaio Diego Forlán, do Internacional, também foi votado.

Confira a classificação do prêmio “Rei da América”:

Ronaldinho (BRA – Atlético Mineiro) 156 votos
Neymar (BRA – Santos) 81
Maxi Rodríguez (ARG – Newell’s Old Boys) 79
Éverton Ribeiro (BRA – Cruzeiro) 8
Jô (BRA – Atlético Mineiro) 6
Éderson (BRA – Atlético Paranaense) 5
Jefferson Montero (EQU – Morelia) 4.
Pablo Velázquez (PAR – Libertad e Toluca) 2
Paulinho (BRA – Corinthians) 1
Diego Forlán (URU – Internacional) 1
Víctor (BRA – Atlético Mineiro) 1
Bernard (BRA – Atlético Mineiro) 1

Superofensiva, seleção ideal das Américas tem 7 brasileiros

A seleção ideal das Américas em 2013, eleita em votação promovida pelo mesmo jornal uruguaio tem domínio total do Brasil, com sete atletas: Marcos Rocha, Réver, Éverton Ribeiro, Bernard e o “Rei da América” Ronaldinho Gaúcho, além de Jô e Neymar.

Mais de 200 jornalistas votaram em seus atletas preferidos, que apresentou total domínio do Atlético Mineiro, campeão da Libertadores. Mesmo tendo atuado apenas seis meses no futebol brasileiro, Neymar garantiu uma lugar na equipe. Outro representante é Éverton Ribeiro, melhor jogador do Campeonato Brasileiro.

Além dos brasileiros, faz parte do time, o atacante argentino Ignacio Scocco, que atuou no primeiro semestre no Newell’s Old Boys e no segundo vestiu a camisa do Internacional.

Outro integrante do time ideal das Américas é o goleiro Martín Silva, que jogou durante todo o ano no Olimpia, do Paraguai, e acaba de acertar transferência para o Vasco. Além dele, estão no time mais dois argentinos: o meia Maxi Rodríguez, do Newell’s, e o zagueiro Pablo Goltz, do Lanús.

Curiosamente, a seleção das Américas não conta com lateral esquerda nem volante, e é escalada em um “torto” 3-4-3. O melhor da posição, o argentino Milton Casco, do Newell’s, ficou fora da lista dos 11 mais votados.

Dessa forma, a equipe escalada por jornalistas poderia atuar com: Martín Silva; Marcos Rocha, Réver e Pablo Goltz; Maxi Rodríguez, Éverton Ribeiro, Ronaldinho Gaúcho e Bernard; Neymar, Ignacio Scocco e Jô.

Sem mais artigos