<br>
Já fora do Real Madrid há um ano, o atacante do Milan, Ronaldo, deu uma entrevista para o jornal espanhol <i>AS</i>. Na matéria, o Fenômeno diz que sabia que os ‘galácticos’ não iam dar certo, perdoa Fábio Capello e defende Ronaldinho.

O jogador disse que mesmo com os maiores jogadores do mundo no elenco, Raul Figo, Zidane e Beckham, o time nunca quis ser ‘galáctico’ e isso gerou uma pressão desnecessária. "Isso de galácticos teria que acabar mal porque começou mal. Nunca quisemos nem buscamos esse objetivo. Pagamos um preço alto por algo que não havíamos buscado", completou Ronaldo.

Sobre sua saída do Real, à pedido do técnico Fábio Capello, Ronaldo não guarda mágoas. "Ninguém tem culpa. O técnico tinha uma opinião de mim, e a diretoria, outra. Eu queria ficar, mas o técnico foi mais forte do aquilo que eu pensava. O futebol é assim. Você só serve quando está bem. Quando está mal, te dão as costas. Desejo sorte a ele. Espero que faça da Inglaterra uma equipe vencedora. Não guardo rancor", conta o jogador.

Na matéria, o maior artilheiro da Copa do Mundo da história ainda defendeu Ronaldinho e disse para terem paciência com a má fase do jogador. ‘As pessoas falam muito e é preciso ter respeito por Ronaldinho. Todos o admiramos. É um momento difícil para ele, mas vai sair dessa e marcará muitos gols. Se há problemas, tem de parar e resolvê-los", finalizou.

LEIA MAIS
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=23579>Chega! Imprensa italiana questiona Ronaldo

Sem mais artigos