<br>Por falta de sorte, mediunidade ou sejá lá por qual motivo, fato é que o colunista do <i>Lance</i> Paulo Vinícius Coelho, o PVC, publicou um texto histórico no jornal de hoje. O trecho "Mas vale sempre a lembrança: não há terremotos em São Paulo" foi escrito antes do tremor que abalou boa parte do país esta terça-feira e, obviamente, não foi retirado da edição.

Com o título "Hoje tem vitória ou terremoto", ele discorre sobre a possibilidade bastante remota de o São Paulo não se classificar para as oitavas-de-final da Libertadores, com um texto que certamente deixa agora muito são-paulino com o cabelo em pé.

Como o clube paulista precisa apenas vencer o Atlético Nacional, esta noite, no Morumbi, lá foi PVC em sua coluna: é "mais fácil acreditar em duende, saci-pererê, boitatá e mula-sem-cabeça do que num resultado que tire o São Paulo das oitavas-de-final".

E segue: "A chance de eliminação na fase de grupos é a mesma chance de revolução no Morumbi. O Tricolor não está habituado a derrotas desse tipo e, de tão improvável, ela certamente produzirá terremoto no Morumbi".

E fecha a coluna com uma frase antológica. "Mas vale a lembrança: Não há terremotos em São Paulo. Muito menos no São Paulo."

Em seu blog, no Lancenet, PVC justificou o ato falho. "O texto publicado no LANCE! de hoje, com as brincadeiras sobre saci-pererê, mula sem cabeça, boitatá e terremoto em São Paulo foi escrito às 14h30 de ontem", disse (o tremor em São Paulo ocorreu às 21h05). E finalizou: "Ainda não acredito em tragédia. Mas em terremoto em São Paulo já somos obrigados a acreditar".

Sem mais artigos