Revelado no time principal do São Paulo em 2007, com apenas 17 anos, o zagueiro Breno fez sucesso-relâmpago, participou do pentacampeonato brasileiro da equipe e não demorou a ser vendido para o Bayern de Munique, uma das equipes mais ricas do mundo. Três anos após a transferência milionária, o atleta vive um drama pessoal e é acusado de ter incendiado sua própria casa na região da Bavária.

Diante da situação delicada que vive e da mancha em sua carreira na Alemanha, Breno pode voltar ao Brasil no início da próxima temporada. Em entrevista ao jornal Diário de S.Paulo, o auxiliar técnico tricolor Milton Cruz revelou que o São Paulo está disposto a repatriar o atleta. “Vamos tentar trazer o Breno em janeiro”, cravou.

Por enquanto, o zagueiro é obrigado a ficar na Alemanha até o fim da investigação. Seu pior momento recente foi a prisão de 14 dias. “Imagino que será mais fácil convencer o Bayern a negociá-lo. O Breno está triste, sem cabeça para seguir na Alemanha e bastante chateado com toda a repercussão do incêndio em sua casa”, apostou Milton Cruz.

São Paulo revela interesse em repatriar Breno

Sem mais artigos