A sede da Federação Boliviana de Futebol (FBF), localizada na cidade de Cochabamba, será colocada em leilão na próxima segunda-feira por causa de uma dívida de pelo menos 15 milhões de bolivianos (R$ 3,75 milhões) da instituição com o Serviço de Impostos Nacionais (SEM).

Esta não é a primeira medida que o fisco boliviano aplica sobre a entidade, já que anteriormente embargou seus bens e congelou suas contas para que esta saldasse sua dívida.

No entanto, o SEM lembrou que há outra suposta dívida de mais de 9 milhões de bolivianos (R$ 2,25 milhões), montante que segue em disputa judicial.

A FBF manifestou seu desejo de que tanto o SEM como o governo aceitem a renegociação da dívida a longo prazo. No entanto, a reeleição de Carlos Chávez como presidente da federação, em julho, não agradou ao presidente Evo Morales, que esperava uma mudança na direção como medida inicial para a transformação do futebol boliviano.

Sede de Federação Boliviana de Futebol vai a leilão por causa de dívida

Sem mais artigos