A Associação Europeia de Segurança no Esporte (Essa), que reúne as principais casas de apostas esportivas na internet, anunciou hoje que não comunicou à Fifa casos de irregularidade na Europa antes nem durante a Copa do Mundo da África do Sul.

A Essa, cujo trabalho consiste em notificar as federações de esporte toda operação irregular com relação a apostas, não detectou casos suspeitos “após uma exaustiva investigação de toda a atividade de seus membros antes e durante a Copa do Mundo”, afirma a associação em uma nota divulgada hoje.

O responsável pelas casas de aposta da Essa, Mike O’Kane, afirmou que a Copa “é a prova de que as casas certificadas e registradas podem vencer aqueles que pretendem ganhar apostas com fraudes”.

A entidade espera “dar continuidade ao sucesso colaborando com a Fifa e outras autoridades esportivas para erradicar a corrupção no esporte para sempre” e respalda a recente convocação do Comitê Olímpico Internacional (COI) “para atuar de forma conjunta na luta contra a atividade”, conforme acrescentou O’Kane.

Segundo associação, apostas feitas durante a Copa do Mundo foram todas regulares

Sem mais artigos