Após o sorteio que definiu os grupos da Copa do Mundo 2014, relalizado na última sexta-feira (06) na Costa do Sauípe, a Pluri Consultoria divulgou um estudo sobre o valor de mercado de cada um dos jogadores que atuarão no Mundial. O Destaque ficou para a Seleção Brasileira.

Apenas o time comandando por Luiz Felipe Scolari agrega o valor de R$ 1,56 bilhão. Com este preço, a equipe pentacampeã foi considerada a mais valiosa entre todas que participarão do torneio. Juntas, as 32 seleções somam o valor de R$ 18,1 bilhões.

O estudo apontou, também, quais as chaves que possuí o maior valor de mercado. O Grupo G, composto por Alemanha, Portugal, Gana e EUA ganhou a parada somando R$ 2,8 bilhões, muito graças aos seus craques Cristiano Ronaldo e Mario Götze. Logo em seguida, o Grupo A de Brasil, Croácia, Camarões e México representam R$ 2,6 bilhões. O Grupo menos valiozo ficou por conta do C, que juntas Colômbia, Costa do Marfim, Japão e Grécia somam apenas R$ 2 milhões.

Além desses dados, a média por cada jogador também foi levada em consideração. Brasil e Espanha duelaram para ver quem levava a melhor e o resultado final ficou: Seleção Brasileira soma, em média, 70,5 milhões e Seleção Espanhola agrega, em média, R$ 69,8 milhões. Neste quesito, a Seleção da Costa Rica é o país com jogadores de menor valor, com cerca de R$ 2 milhões.

Sem mais artigos