Milhares de pessoas se aglomeraram nas principais ruas de Acra, capital de Gana, para receber a seleção nacional que, apesar de ter sido eliminada nas quartas de final da Copa do Mundo, foi recebida com ânimo pela população.

O avião aterrissou por volta da meia-noite e os jogadores percorreram as principais ruas da cidade em carro aberto.

Em resposta às boas vindas, o capitão das “Estrelas Negras”, Stephen Appiah, agradeceu à população no aeroporto e disse que a equipe fez “o melhor que pôde por Gana e pela África, mas a sorte não ajudou”.

Appiah acrescentou que a seleção “fará de tudo para se classificar para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, e conseguir chegar à final”.

A seleção ganesa se despediu na Copa com uma derrota nos pênaltis (por 4 a 2) para o Uruguai, após empate em 1 a 1 no tempo normal que persistiu na prorrogação.

“Estrelas Negras, ayekoo (parabéns)” e “Estamos orgulhosos de vocês” eram algumas das frases gritadas pela multidão que seguiu a equipe no percurso pelas ruas de Acra.

A população também gritava o nome do atacante Asamoah Gyan, cujo pênalti mal cobrado no último minuto da prorrogação “tirou” a vitória de Gana.

Após o término da carreata, os jogadores se dirigiram para o Castelo – a sede do governo local – para uma rápida entrevista com o presidente ganense, John Atta Mills. Em seguida, foram levados à Praça da Independência, onde assistiram a um show musical de boas vindas.

Sem mais artigos