<br>
É provável que a carta de Luiz Gonzaga Belluzo, publicada no site do Palmeiras, seja em resposta às declarações do São Paulo sobre a decisão da Federação Paulista de Futebol de liberar o Palestra Itália para a segunda partida das semifinais do Paulistão. Pode ser…

Porque o texto de Belluzo, conselheiro do clube, é confuso e cheio dos jargões do universo da advocacia. Se era para ser uma resposta contundente, a carta está mais para amontoado de palavras que ninguém usa e que, juntas, não fazem muito sentido.

Belluzo começa sua pérola com uma citação em latim. "Homo sum et nihil humani a me alienum", ou "Sou homem e nada do que é humano me é estranho". Depois, continua seu desfile de excessos. "Avaliada sob escrutínio dos critérios e valores da vida moderna – aqueles que felizmente sobrevivem aos freqüentes soluços da barbárie – a controvérsia político-esportiva foi, no mínimo, pedagógica em seu significado." Entendeu?

Para piorar (ou melhorar, se sua intenção for rir), Belluzo termina seu claríssimo terceiro parágrafo dizendo que "O Palmeiras nada mais fez do que assegurá-los (seus direitos). Ponto, parágrafo". No melhor estilo Avallone…

Ao falar sobre a ‘vitória’ palmeirense ao conseguir a liberação de seu estádio para a partida, Belluzo usa a expressão "cachimbo oligárquico" para caracterizar os adversários palestrinos e manda o leitor lembrar ("remember, em inglês, no texto) de 1942. O quê em 1942?

Como sabemos que você não vai ler a carta até o final, separamos o último parágrafo do despacho, ops, carta, de Belluzo. Acompanhe: "Há quem diga que o Brasil, ao promulgar a Constituição de 1988, entrou tardia e timidamente no clube dos países que apostaram na ampliação dos direitos e deveres da cidadania moderna. É uma avaliação equivocada. Submetidos ao longo de mais de quatro séculos, à dialética do obscurecimento, aos paradoxos grotescos que regem a vida política e as relações de poder numa sociedade de senhoritos e seus asseclas, os brasileiros começam a desenvolver a autoconsciência própria do indivíduo moderno." Boa, Belluzo!

<b>LEIA TAMBÉM:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=24708>Palmeiras recorre aos treinos secretos antes do clássico</a>

Sem mais artigos