<br>
O meia Souza, do São Paulo, negou, neste domingo, que tenha pedido para ser negociado pelo clube do Morumbi. "Falaram que eu queria deixar o São Paulo e que eu já tinha até pedido para a diretoria para sair. Não é verdade. Isso me tirou o sono nas minhas férias", disse ele em entrevista ao jornal <i>Lance!</i>.

Segundo o jogador, o Saint-Etienne, da França, fez uma proposta para contar com seu futebol em 2008. "Meu empresário (Giuliano Bertoluci) me disse que passou (a proposta) até para a diretoria do São Paulo analisar. Vamos ver", revelou o jogador, eleito melhor lateral-direito do Brasileiro de 2006. O Grêmio também estaria interessado no jogador.

Souza também comentou a ‘gentileza’ de ceder a camisa 10, usada por ele em 2007, para o atacante Adriano, recém-contratado pelo São Paulo. "O Milton Cruz (auxiliar técnico) me ligou, segundo ele a pedido do Juvenal Juvêncio (presidente) e disse se eu autorizava o Adriano usar a camisa 10 em 2008, até mesmo por questões de marketing, que seriam importantes para o São Paulo. Eu respondi que sim, até porque não ligo para estas coisas", contou o jogador.

Para ele, o reforço de Adriano pode ajudar o São Paulo a conquistar o tetra campeonato da Libertadores. Mas faz um alerta. "Temos de ralar bastante para chegar à final do torneio, como fizemos em 2005 e 2006. Não existe esse negócio de que o elenco melhor ganha. Na Libertadores, não. Se não tiver determinação, o time não chega", finalizou.

<b>Leia também:</b>
<a target=_blank href=LINK>TEXTO</a>

Sem mais artigos