<br>
Ponte e Preta e Palmeiras decidem o Paulistão em dois jogos, o primeiro em Campinas, neste domingo. E o clima de rivalidade já começou. O treinador da equipe, Sérgio Guedes, disse nesta terça-feira que o meia Valdivia "se faz de vítima".

Segundo o técnico, os jogadores da Ponte precisam ficar atentos com as malandragens do chileno. " Ele se joga, cava faltas, e às vezes também perde a cabeça. Se faz de vítima, mas disso ele não tem nada", disse.

Valdivia foi o grande nome do último jogo da semifinal entre Palmeiras e São Paulo. O jogador fez o segundo gol alviverde e saiu comemorando de forma provocativa, o que irritou os atletas são-paulinos, culminando com um empurrão do goleiro Rogério Ceni no chileno.

Para Sérgio Guedes, o segredo para não ser mais uma ‘vítima’ de Valdivia é ter calma. "O Valdivia é irônico, provoca… cabe aos nosso jogadores não caírem na dele", receitou o treinador.

Não foi só o técnico Sérgio Guedes que comentou sobre Valdivia. O volante Raulen admitiu que não vai muito com a cara do chileno. "Ele é um jogador que catimba bastante. Todo jogo do Palmeiras tem confusão envolvendo seu nome, mas nós temos jogadores de caráter bom, que vão saber administrar isso. Não vamos cair no joguinho dele, porque essa é a intenção dele", disparou.

<b>LEIA TAMBÉM:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=24880>Corinthians: Acosta se diz envergonhado</a>

Sem mais artigos