O técnico de Gana, o sérvio Goran Stevanovic, parece que ainda não digeriu a derrota por 1 a 0 para Zâmbia na semifinal da Copa Africana de Nações (CAN).

De acordo com o jornal português “A Bola”, o treinador reclamou dos “poderes negros” utilizados por alguns atletas na competição.

“Temos de mudar a mentalidade de alguns jogadores sobre o uso de poderes negros e incutir disciplina e respeito pelos companheiros”, disse Stevanovic.

“Depois de perdermos com a Zâmbia, as acusações entre os jogadores aumentaram. Aprendi grandes lições do futebol africano e também sobre o comportamento dos jogadores ganeses dentro e fora do campo”, completou sem citar nomes de quem usou poderes esotéricos.

No jogo entre Gana e Zâmbia, que faturou o título da edição de 2012 da competição, o atacante Asamoah Gyan perdeu um pênalti quando a partida ainda estava 0 a 0.

Enquanto Stevanovic fala sobre os poderes negros dos adversários, os dirigentes ganeses decidem se manterão o sérvio no comando. O próximo compromisso, com o Chile, ainda terá o técnico no banco.

Sem mais artigos