Chateado com o imbróglio envolvendo a negociação do atacante Neymar com o Barcelona, Pelé lamentou muito, em entrevista concedida à ESPN, o que foi feito com o Santos, tanto na questão financeira como também com a entidade em si, e se disse chateado com o fim da identidade que os jogadores brasileiros criavam com seus clubes formadores.

“É lamentável, não tenha dúvidas que é algo triste. Eu tive proposta para ir para todo time da Europa, mas estava bem no Santos, e naquela época era diferente. O Santos estava em uma fase boa, e não saí. Agora tem os empresários, que não pensam nos clubes quando pegam o jogador. Ele está pensando no que vai faturar e isto é triste hoje. Antes, o jogador queria ficar para o resto da vida no clube de coração. Hoje, joga um, dois anos e o empresário coloca em outro clube. É algo chato o que aconteceu com o Neymar”, disse à ESPN.

Maior jogador da história do Santos, Pelé se referiu ao impasse que surgiu com a descoberta do recebimento de 40 milhões de euros (R$ 132,6 milhões) pela empresa N&N Consultoria Esportiva, do pai de Neymar, na negociação do atacante com o Barcelona, em 2013 – 10 milhões foram pagos ainda em 2011. Já o Santos, diz ter recebido 17,1 milhões de euros (R$ 56,7 milhões) na negociação.

Sem mais artigos