A situação de Carlos Tevez segue bastante delicada no Manchester City. Atual artilheiro do clube na temporada com 39 gols em 60 jogos, o argentino não está feliz na Inglaterra e quer voltar a sua terra natal.

Em entrevista publicada no site do jornal “The Guardian”, o atacante reiterou o pedido de deixar o Manchester City e disse que não está fazendo isso pensando pelo lado financeiro.

“Esta decisão não envolve dinheiro. Eu já deixei isso claro para meus representantes e para a diretoria várias vezes. Estou decepcionado que o clube insinue que eu esteja sendo influenciado por outras pessoas e que agora tente retratar essa situação por um outro ângulo”, afirmou Carlitos.

O ex-corintiano também disse que só se manteve no clube inglês porque foi convencido a ficar, mas a saudade da família e dos amigos vem falando mais alto.

“É lamentável termos chegado a este ponto. Mas é algo que sinto há algum tempo, algo em que passo muitas horas pensando. Eu queria ter saído no verão, mas o clube me convenceu a ficar. Infelizmente, meus sentimentos não mudaram”, lamentou.

O City esclareceu em nota oficial no seu site que Tevez é o jogador mais bem pago o elenco e que o clube não costuma liberar atletas em meio a temporada.

Tevez e Roberto Mancini, treinador do clube, tiveram uma áspera discussão no da 4 de dezembro, após o técnico substituir o argentino. Apesar do momento conturbado, o Manchester City está empatado com o Arsenal na liderança do Campeonato Inglês com 32 pontos e Tevez é peça fundamental no bom desempenho do time.

Tevez se diz decepcionado e reitera pedido de sair do City

Sem mais artigos