<br>O clima esquentou ontem na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Leandro Amaral, jogador do Fluminense e ex-Vasco, estava em um pagode em um bar muito freqüentado por jogadores de futebol, que fica no shopping da região, quando um grupo de torcedores vascaínos começou a atirar moedas e cerveja no jogador.

Eles chamavam Leandro de mercenário, e o vocalista Anderson Leonardo, do grupo Molejo, teve que parar o show e chamar os seguranças para o atleta tricolor não ser mais agredido. Em uma das comunidades do Vasco no Orkut, torcedores afirmam terem até jogado terra no matador

LEIA MAIS
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=23104>Jogadores pedem Edmundo no Vasco

Sem mais artigos