O atacante Ronaldo deve ter acordado nesta quinta-feira (27) decepcionado. Se não pelo desempenho do time em campo, pelo público presente no Pacaembu. Um dia depois de comentar que sua Twitcam, com 18 mil pessoas, atraiu mais gente que o Palmeiras em seus jogos do ano passado, o atacante viu a torcida corintiana não lotar o jogo do clube pela Pré-Libertadores.

No confronto contra o Tolima, o Corinthians colocou 26.536 pessoas no Pacaembu. Esse número é inferior ao alcançado pelo Palmeiras contra o Goiás, no mesmo estádio, pela semifinal da Copa Sul-Americana. Na ocasião, o Alviverde colocou 34.926 torcedores no palco.

A diferença ficaria por conta dos preços do ingresso, pois, mesmo com menos pessoas, o Corinthians teve maior renda líquida. O Alvinegro paulista faturou R$ 1,33 milhão contra R$ 711 mil do Alviverde.

Em contrapartida, comparada a vez em que o Palmeiras disputou a Pré-Libertadores, o Corinthians colocou mais pessoas no estádio. Contra o Real Potosí, em 2009, o Palestra Itália recebeu 23.646 pagantes para uma renda de R$ 745 mil.

Em 2010, pela mesma fase, o Cruzeiro disputou a Pré-Libertadores contra o Real Potosí e colocou 36.544 pessoas no Mineirão para uma renda de R$ 734 mil.

Apenas para efeito comparativo, o número corintiano é ainda mais inferior ao alcançado pelo São Paulo em seu último jogo decisivo em competição sul-americana. Pela semifinal da Libertadores em 2010, o Tricolor do Morumbi colocou 57.113 pessoa no estádio para uma renda de R$ 4,48 milhões.

Torcida "contraria" Ronaldo, e decisão corintiana tem menos público que palmeirense

Sem mais artigos
Sair da versão mobile