Os moradores do balneário uruguaio Laguna Merín apresentaram às autoridades uma iniciativa para nomear as ruas onde moram com os nomes dos jogadores e dos membros da comissão técnica da seleção do Uruguai que conquistou o quarto lugar na Copa do Mundo da África do Sul, informaram hoje fontes oficiais.

Laguna Merín é um balneário na cidade de Río Branco, na froteira do Uruguai com o Rio Grande do Sul. A lagoa no Brasil é chamada de Lagoa Mirim e abrange diversas cidades gaúchas.

“É uma ideia muito boa, que teve origem nos moradores. Estamos analisando os aspectos legais”, disse o prefeito de Río Branco, Robert Pereira, à Agência Efe.

A ideia, ainda segundo o prefeito, é “reconhecer publicamente e permanentemente os jogadores e a comissão técnica da seleção que nos deram a maior alegria popular em muito tempo”.

O balneário Laguna Merín tem aproximadamente 300 habitantes e 30 ruas numeradas. Durante a alta temporada, entre dezembro e março, o local recebe por volta de 6 mil pessoas por mês.

No entanto, será difícil tirar a homenagem do papel, já que a legislação uruguaia impede a utilização do nome pessoas vidas em ruas, praças e monumentos.

Pereira disse que tentará junto ao Governo regional local uma exceção, mas, caso não consiga, os habitantes e seus representantes analisarão “outras formas de homenagem” para a ‘Celeste Olímpica’.

“Uma possibilidade é instalar uma espécie de cartaz na entrada do balneário em agradecimento à seleção”, destacou o prefeito.

Uruguaios querem nomear ruas com jogadores da seleção que foram a Copa

Sem mais artigos
Sair da versão mobile