No duelo que marcou o retorno do Palmeiras à Série A do Campeonato Brasileiro, um lance em especial chamou atenção do torcedor durante o empate em 0 a 0 contra o São Caetano neste sábado (26), no lotado Estádio do Pacaembu, pela Série B. O árbitro Wilson Luiz Seneme marcou um pênalti sofrido por Alan Kardec, ainda no primeiro tempo, após um choque do atacante com o goleiro Rafael Santos. Porém, pouco tempo depois, o juiz voltou atrás após ouvir seu auxiliar e fui duramente criticado pelos jogadores do time alviverdem em especial o atacante Vinicius.

“Pergunta para ele da palhaçada que ele fez. Vê se ele está com a blusa do Corinthians por baixo”, disse o jogador do Palmeiras na saída de campo, que também reclamou de pênalti em outro lance, durante o intervalo.

Um pouco mais calmo, Alan Kardec explicou o que aconteceu no lance e disse entender a decisão do árbitro. “Difícil explicar o que aconteceu. Eu fui tocar junto. Não sei. Já passou. Ele marcou, mas os auxiliares falaram que não. Essa foi a justificativa”, disse o centroavante do Palmeiras.

Já o goleiro Rafael, do São Caetano, afirmou que sequer entrou em choque com Alan Kardec. “ Não toquei. O bandeira foi muito justo. E o árbitro também, que voltou atrás. Se tivesse marcado o pênalti, seria injusto”, disse.

Com o empate em 0 a 0 com o São Caetano, o Palmeiras chegou a 69 pontos no Campeonato Brasileiro da Série B e não poderá ser alcançado pelo Icasa, atualmente o quinto colocado da competição, com 50 pontos.

Sem mais artigos