A informação de que Messi estaria insatisfeito com os vencimentos do seu atual contrato com o Barcelona, que giram em torno de €16 milhões (quase R$ 51 milhões) anuais, exigindo uma reformulação em uma renovação na casa dos 20 milhões (R$ 63 milhões) por temporada, foi negada pelo vice-presidente econômico do clube, Xavier Faus. Segundo o dirigente, o camisa 10 seguirá com o mesmo salário e nenhum aumento será proposto ao craque.

“Não vejo razão para melhorar o contrato (de Messi), já que fizemos isso há seis meses. É uma tarefa do lado esportivo”, disse Fause, que ainda fez questão de garantir que o argentino não sairá do Barcelona em janeiro de 2014, quando se abre a janela de transferência internacional. “Enquanto Sandro Rosell for presidente do Barcelona, a possibilidade de vender Messi é zero”, completou.

Por falar em Sandro Rossel, Xavier Faus fez questão de sair em defesa do atual presidente do Barcelona, que está sendo acusado de ter desviado dinheiro da compra de Neymar junto ao Santos.

“Esta denúncia é prematura. Não há nada para esconder da Fazenda. Esse € 40 milhões (R$ quase 129 milhões) foram pagos como transferência”, concluiu o dirigente.

Sem mais artigos