O Real Madrid venceu o Elche por 2 a 1, fora de casa. O resultado, normal, destoa por causa da forma com que o resultado foi conseguido. Pepe sofreu um pênalti duvidoso quando o tempo de acréscimo já havia terminado. Além disso, o outro zagueiro do time, Sergio Ramos, merecia o cartão vermelho por um lance anterior. Os principais jornais esportivos da Espanha destacaram o fato.

O AS, que tem um discurso pró-Real, criticou a atuação do juiz, estampando na capa que o pênalti foi injusto e fora de hora. Já o outro periódico madrileno, o Marca, escreveu: “Artimanha de Pepe engana o árbitro”.

Os diários da Catalunha, que não medem as críticas a acontecimentos do tipo que ajudem de alguma forma o maior rival do Barcelona, continuaram com os discursos anti-Real. O Sport coloca que “o Madrid ganhou de 2 a 1 com a descarada ajuda do árbitro. Já o Mundo Deportivo colocou em sua capa: “Perdoou o vermelho a (Sérgio) Ramos. Cristiano (Ronaldo) marcou em uma falta mais que duvidosa. Marcou um pênalti inexistente com os acréscimos já terminados”.

Jornais de outros países europeus também refletiram, de forma bem mais comedida, a vitória merengue:

L’Équipe (França): “O Real sem brilho. Sem o pênalti generoso, os merengues teriam que se conformar com um empate”.

La Gazzetta dello Sport (Itália): Real Madrid ganha, com tremor. Elche protesta pênalti decisivo”.

The Guardian (Inglaterra):  Um pênalti de Cristiano Ronaldo salva o Real Madrid em Elche”.

Sem mais artigos