As três lesões que Lionel Messi sofreu apenas na temporada 2013/2014, além do baixo desempenho do camisa 10 pelo Barcelona este ano, fizeram com que o argentino não figurasse entre os favoritos ao prêmio Bola de Ouro, mesmo figurando na lista dos 23 indicados. Porém, mesmo com todos os problemas, o zagueiro Piqué disse, em entrevista ao jornal espanhol Mundo Deportivo, que seu companheiro de clube não pode ser descartado e que irá rir muito se ele faturar a premiação pela quinta vez consecutiva.

“Nunca podemos descartar Messi. É uma eleição em que participa muita gente, já ganhou quatro e ele é um jogador muito apreciado em todo o mundo. Se ganhar, vou rir muito, muito mesmo”, disse o zagueiro.

Comparando Messi a Ribéry e Cristiano Ronaldo, principais rivais na disputa pela Bola de Ouro da Fifa, Piqué exalta o argentino e garante que, mesmo com as lesões, o camisa 10 fez um 2013 acima da média.

“Sou fã de Messi, sempre disse isso. Se analisarmos bem, ele fez um ano espetacular. Não digo que Cristiano Ronaldo não tenha feito, ou que Ribéry não tenha mérito, que ganhe quem for o mais votado. Não há mistério. Vai vencer quem mereceu, apesar de muitas campanhas que um jornal queira fazer”, disse Piqué.

Diagnosticado com uma nova lesão muscular na perna esquerda, Messi só voltará aos gramados em 2014. Ciente do desânimo do atleta, Piqué afirmou que acredita em uma volta por cima do jogador no ano que vem.

“Neste momento ele está desanimado. É uma lesão grave, é normal que tenha uma fadiga psicológica. Ele sempre é o primeiro a querer voltar a jogar. Dizer para ele não jogar é como matá-lo. Messi vai voltar a ser ele mesmo”, afirmou o defensor.

A entrega da Bola de Ouro acontecerá no dia 13 de janeiro de 2014, na Suíça. Porém, os cinco finalistas serão conhecidos um mês antes. A Fifa irá anunciar no dia 9 de dezembro o nome dos candidados ao prêmio.

Sem mais artigos