O ex-jogador Zico, técnico da seleção do Iraque, afirmou nesta sexta-feira que o veto imposto pela Fifa ao país asiático para que jogue suas partidas como mandante em terreno neutro não afetará o rendimento de sua equipe.

“Particularmente acho que da forma como está o campo, não é desvantagem jogar fora. O campo é péssimo. Nossa equipe é técnica e o gramado prejudica muito. O lado ruim é jogar fora do país”, declarou Zico ao site do jornal “Folha de S. Paulo”.

A Fifa, por razões de segurança diante da onda de violência, vetou as partidas em território iraquiano e determinou que a seleção desse país deverá disputar os jogos das eliminatórias para as Olimpíadas de 2012 e para a Copa do Mundo de 2014 em terreno neutro.

“Vamos ver onde jogaremos. Pode ser Turquia, Catar, Emirados Árabes… tudo vai depender dos lugares onde não haverá seleções jogando na data”, antecipou o treinador.

Zico estreou no comando da seleção do Iraque no dia 2 de setembro na derrota por 2 a 0 para a Jordânia e depois venceu o duelo contra Cingapura pelo mesmo placar, em partidas válidas pelas eliminatórias asiáticas da Copa do Mundo.

O eterno ídolo do Flamengo considerou que a decisão da Fifa foi adequada. “Nós estamos ali dentro (no estádio), mas não sabemos o que acontece no entorno. As pessoas da Fifa foram lá para isso, para verificar”, finalizou.

Zico afirma que veto da Fifa não prejudicará rendimento da seleção iraquiana

Sem mais artigos
Sair da versão mobile