Emicida

Emicida

Neste domingo (15), o rapper Emicida concedeu entrevista ao Jornal da Tarde, em que falou, entre outros assuntos, sobre a paternidade, drogas e álcool.

“Sou muito ausente. A maior dor da minha vida é não poder estar perto da minha filha e da minha mãe. Da minha esposa também (risos), mas ela me escolheu. Quero ser o pai que eu não tive”, afirmou.

Ao falar sobre drogas, o músico contou que não fuma um baseado. “Eu conheço muita gente que fuma maconha e é sangue bom. Boa parte de quem trabalha comigo fuma. Sou a exceção. Eles falam pros filhos deles: ‘Não quer fumar maconha? Beleza, vai ser igual ao tio Emicida’”, disse.

Questionado se bebia, ele respondeu: “Não tenho o hábito [de beber]. A bebida destruiu minha família inteira. Todos os homens da [família] por parte do meu pai morreram por causa disso. O último foi meu tio. Não consigo ver na bebida a para festiva. Eu vi toda a destruição que a bebida causa na minha vida inteira”.

Confira no álbum acima o show de Emicida no Rock in Rio 2011.

"A bebida destruiu minha família inteira", diz Emicida

Sem mais artigos