Londres, 18 dez (EFE).- O príncipe Harry da Inglaterra conduziu as buscas a um amigo seu depois de o jovem ser assaltado enquanto falava ao celular com ele, revelou neste domingo a agência britânica “PA”.

Em 30 de novembro, o príncipe, de 27 anos, falava ao telefone com seu amigo Thomas van Straubenzee, conhecido como Van, quando o rapaz foi assaltado na rua em Londres.

O príncipe reagiu imediatamente, e junto de um membro de sua equipe de segurança se dirigiu à região onde estava seu amigo, no bairro londrino de Battersea.

Segundo a fonte citada pela agência, o príncipe seguiu sua intuição e se dirigiu à delegacia onde encontrou Straubenzee, que nesse momento registrava o roubo de seu BlackBerry.

O próprio príncipe, filho de Charles da Inglaterra, também declarou à Polícia como testemunha do assalto que ocorreu às 20h30 (horário local).

Um porta-voz de Clarence House, residência oficial do príncipe, afirmou que no momento em que Harry encontrou seu amigo a investigação policial já havia começado, por isso que não tinha mais comentários a fazer.

A Scotland Yard (Polícia Metropolitana de Londres) confirmou que o celular havia sido recuperado e que uma pessoa foi detida em 1º de dezembro suspeita do roubar o amigo do príncipe, embora tenha sido colocada em liberdade após o pagamento de fiança.

O príncipe e seu irmão William são amigos de Thomas van Straubenzee, quem conheceram quando estudavam no internado Ludgrove.

Thomas acompanhou Harry em sua primeira visita oficial à Nova Zelândia e os dois príncipes são patronos da fundação criada em honra ao irmão de Van Straubenzee, falecido em 2002 em um acidente de trânsito. EFE

Amigo de Harry é assaltado em Londres e príncipe participa das buscas

Sem mais artigos