O cantor Roberto Carlos, de 73 anos, pôs fim à polêmica acerca de seus hábitos alimentares e comeu, de fato, um pedaço de carne. O “tira-teima” ocorreu no lançamento de sua biografia oficial, realizada na noite terça-feira (29), em São Paulo. A questão em torno do que o Rei come ou não surgiu após ele protagonizar o comercial da grife de carnes Friboi. Na peça publicitária, ele insinuava comer um pedaço de carne.

“Fiquei alguns anos sem comer carne vermelha, mas meu médico me aconselhou a voltar. E sabendo disso, a Friboi me procurou pra fazer a campanha. Houve um exagero muito grande em cima disso. Disseram até que eu não comia carne. Eu jamais faria uma coisa dessas, entende? Fazer propaganda de algo que eu não concordasse. Já recusei campanhas por não concordar com aquilo. Então isso é um absurdo”,  afirmou o cantor durante o lançamento do seu livro.

Em fevereiro, quando o comercial entrou no ar, o publicitário Fernando Meirelles – cuja agência não está envolvida com a ação de marketing em questão – levantou suspeitas quanto ao fato do cantor consumir carne e ainda revelou que o cachê de Roberto Carlos foi de R$ 25 milhões.

Em declaração dada na época ao Virgula Famosos, a assessoria de imprensa da Friboi afirmou que “o comercial de TV com o cantor Roberto Carlos é uma representação simbólica da parceria com a Friboi. Reforçamos que a opção de voltar a comer carne já havia sido expressada pelo cantor anos antes deste anúncio”. A assessoria não comentou o valor do cachê especulado por Fernando Meirelles.

Sem mais artigos