A polícia carioca declarou que o ator Rômulo Arantes Neto estaria embriagado na noite em que agrediu a prostituta Fabiane Costa. A assessoria do global disse que a história toda  não passou de um mal-entendido e negou que o cara estivesse preso ou foragido “tanto que o mesmo cumpriu com o roteiro de gravações previsto para hoje”, lê-se em nota.

O que piora a situação do bonitinho é que duas testemunhas confirmaram a versão da garota de programa de que o cara tivesse jogado a moça para fora de um carro em movimento.

O Virgulando falou com a assessoria de  Rômulo, que informou que agora "a questão é  judicial" e que é preciso esperar próximos resultados acerca da história. "As  questões que envolvem polícia e justiça  não tem a urgência das questões jornalísticas", afirmou a representante do ator.

Ela comunicou também  que ele prestou depoimento na delegacia da Gávea, no Rio, na manhã desta quinta-feira (5).

Sem mais artigos