“Jamanta não morreu”. O bordão do personagem Jamanta de Torre de Babel (1998), ficou tão marcado na memória que o autor da novela, Silvio de Abreu, reutilizou o personagem, e o ator, em Belíssima (2005). O ator em questão é Cacá de Carvalho, de 61 anos, que está há sete anos afastado da TV. Em declaração publicada no jornal O Globo deste sábado (30), Carvalho se queixou da ausência de convites para a TV.

“Não recebi mais convites para a televisão. Por um lado é muito triste, mas por outro vida que segue. Tem tanta gente boa na televisão que eu talvez não faça falta. Sou mais um, ou melhor, menos um. A TV é maravilhosa porque prospecta seu trabalho num plano macro”, disse o ator.

Cacá Carvalho falou também sobre seu personagem mais famoso, o Jamanta. “Ao me enxergarem como Jamanta, as pessoas se lembram de algo dentro delas que não sou eu. Lembram-se de como se divertiram assistindo ao personagem. Fico feliz de ainda provocar essa recordação alegre nelas”, disse ele.

No entanto, apesar de ficar sentido pela falta de convites, sua carreira não caiu no ostracismo. Muito pelo contrário, ator de teatro desde os 15 anos, Cacá acabou de chegar de uma temporada na Itália, onde colabora com a companhia Fondazione Pontedera e está em turnê com a Trilogia Pirandello, peça baseada na obra do dramaturgo italiano Luigi Pirandello.

Sem mais artigos