Gloria Pires foi Ana Terra. uma das heroínas da minissérie O Tempo e o Vento, inspirada nos romances de Érico Veríssimo, exibida na TV Globo em 1985. Quase 30 anos depois, sua filha Cleo Pires interpreta a mesma personagem em filme dirigido por Jayme Monjardim, que agora vira minissérie com estreia em janeiro de 2014. A namorada de Rômulo Arantes Neto contou para o jornal O Dia, neste domingo (29), como foi repetir um papel que foi de sua mãe, sobre sua relação amorosa com o ator e planos para a passagem de ano.

“É muito diferente passar na TV. A gente fica mais exposto, mais gente vê. Foi difícil aceitar o convite para fazer o filme (O Tempo e o Vento) porque as cenas fortes com a minha mãe marcaram a minha infância. Mas, uma vez que aceitei, (fazer Ana Terra) me entreguei e passou. Coloquei em cena o que eu senti com a personagem. Busquei a inspiração em mim, sem me espelhar na minha mãe. Gosto de fazer as coisas do meu jeito, que o trabalho seja muito meu. Tenho muito dentro de mim para mostrar”, disse a atriz.

Sobre o final do ano, ela irá passar com seu namorado Rômulo Arantes Neto: “Vamos ficar dez dias em Nova York. Quero passar o réveillon sossegada. Não gosto de festa na virada. E o tempo de duração da viagem está ótimo. Trabalhar me traz equilíbrio emocional. Fazendo uma personagem, eu compreendo as emoções dela e consigo colocá-las no lugar. Mas em relação às minhas, na vida real, é bem mais difícil”.

Ela também comentou sua relação com o ator: “Rômulo, assim como eu, é muito espiritualizado. A gente vem do mesmo lugar, a vida é mais do que o que é físico. Confesso que ele domina mais as emoções e me ajuda muito nisso. Estou também aprendendo a gostar mais de esporte. Ele nada, surfa… Fico vendo aqui de casa ele surfar lá na praia. Rômulo é o homem mais maduro com quem já me relacionei”.

Sem mais artigos