Nesta terça-feira (31), um dos grandes nomes da dramaturgia nacional, Marco Nanini, completa 63 anos de idade, entre eles 45 anos são de carreira. No ar na TV, todas as quintas, desde 2001 como o paizão Lineu, de A Grande Família, o ator é dono de um vasto currículo tanto no cinema, na televisão e no teatro.

Em 1965, estreou no teatro ao lado de Pedro Paulo Rangel, na peça infantil O bruxo e a rainha, no Rio de Janeiro. Já em novelas, seu primeiro trabalho foi em A ponte dos suspiros, de Glória Magadan, exibida pela TV Globo em 1969.

Participou de episódios da Comédia da Vida Privada, atuou também em TV Pirata e da série Brava Gente. Nas telonas do cinema, fez O Auto da Compadecida, em 2000, Lisbela e o Prisioneiro, em 2004, O Bem Amado, em 2010, entre muitos outros trabalhos.

Já sobre sua vida pessoal, em entrevista para a revista Playboy, em maio de 2010, o ator falou sobre sua orientação sexual: “Eu não finjo ser nada. (…) Eu não preciso dizer minha opção sexual. Acho que todo mundo que me vê, sabe. Ainda ter que discutir isso? É chatíssimo”.



Sem mais artigos