A página do Facebook do apresentador Danilo Gentili voltou ao ar após ficar algumas horas bloqueada. Pelo Twitter, o humorista afirmou que recebeu uma ligação da empresa confirmando a sua suspeita que as denúncias recebidas tinham sido enviadas por militantes do PT. A assessoria do Facebook porém disse ao Virgula Famosos que não confirma as informações do comediante.  

“O Facebook me ligou agora. Confirmou que constatou que foi cibermilitância política me denunciou em massa para tirar minha pagina do ar. MAV do PT é uma cibermilitancia paga pelo PT para comentar em noticias xingando inimigos, denunciar para tirar páginas do ar, perfis fakes. Enfim, fazer o jogo sujo da censura velada e ‘vingancinha’ contra qualquer um que considerarem politicamente inconveniente a eles. O Facebook me disse que já está enviando meus dados pra central na Califórnia para deixar me perfil imune a essa canalhice. Fica portanto desmascarada a forma de agir desses ratos. Aguardem blogueiros governistas e perfis fakes ‘denunciando’ que sou fascista, etc”, escreveu Gentili, nesta quinta-feira (19), através de seu Twitter.

O Virgula Famosos teve acesso a um comunicado padrão enviado pelo Facebook a um dos usuários que denunciaram a página de Gentili, que afirma que a empresa nunca divulga a identidade de quem faz a denúncia.

“Analisamos a publicação denunciada por você por apresentar conteúdo de ódio ou símbolos. Como isso violou nossos Padrões de comunidade, ela foi removida. Agradecemos sua denúncia. Informaremos Danilo Gentili de que a publicação dele foi removida, mas não divulgaremos quem a denunciou. O Facebook nunca divulga o nome de quem envia uma denúncia”, afirmava o comunicado enviado pela empresa.

Mais tarde, quando a página voltou ao ar, o Facebook emitiu outro comunicado. “Agradecemos o tempo dedicado em denunciar algo que você acredita violar nossos Padrões da comunidade. Denúncias como a sua são uma parte importante do processo para tornar o Facebook um local seguro e acolhedor. Analisamos a publicação denunciada por você por conter discurso de ódio ou símbolos e descobrimos que ela não viola nossos Padrões de comunidade”.

Sem mais artigos