Um documentário sobre a morte da princesa Diana foi  exibido pela TV britânica apesar dos protestos de seus filhos, os príncipes William e Harry. Só para lembrar, Lady Di morreu há dez anos em um acidente de carro enquanto fugia de paparazzi em motos. A tragédia aconteceu em um túnel de Paris. Diana estava acompanhada de seu namorado, Dodi Al Fayed.

Na verdade, as altezas não tinham problemas com o filme em si, mas com fotos usadas pelos diretores. Nelas, Diana é mostrada agonizando depois de ter sido retirada do carro em que sofreu o acidente. O porta-voz da realeza informou o descontentamento dos dois na quarta-feira, horas antes da exibição das imagens  pelo Channel Four. "Os príncipes estão extremamente frustrados com a decisão do Channel Four de levar adiante o programa", disse à Reuters. A assessoria do palácio disse também que os príncipes consideram as fotos como sendo "um grosseiro desrespeito à memória da mãe deles".

O conselheiro real, JamesLowther-Pinkerton, fez ainda um último apelo por escrito à emissora:  "É a cena do último momento da mãe deles na Terra, uma invasão da privacidade deles", lê-se na nota.

O Channel Four veiculou o polêmico Diana: A Testemunha do Túnel na noite da última quarta-feira. A produção faz uso de entrevistas com testemunhas, imagens de arquivo e reconstituições do acidente para relatar as últimas horas de vida da princesa.

Mais:

Enquanto o Príncipe William se diverte o irmão está trancado

Sem mais artigos