Dustin Hoffman

Divulgação Dustin Hoffman

Mais um astro de Hollywood foi alvo de acusações de abuso sexual. Nesta quarta-feira (1º), a escritora Anna Graham Hunfer afirmou ter sido atacada pelo ator Dustin Hoffman no set do filme A Morte de um Caixeiro Viajante, em 1985.

Na época, o ator tinha 48 anos e Anna apenas 17. “Ele me pediu para lhe fazer uma massagem nos pés logo no meu primeiro dia no set e eu fiz. Ele estava flertando abertamente comigo, agarrou a minha bunda e falou abertamente sobre sexo na minha frente. Em uma manhã eu entrei no seu camarim para anotar o seu pedido de café da manhã e ele olhou para mim fixamente, com um sorriso no rosto. Então ele disse ‘eu quero um ovo cozido e um clitóris macio’. Depois caiu na gargalhada. Eu sai de lá sem palavras e fui para o banheiro chorar”, disse ela ao Hollywood Reporter.

Ela também mostrou um diário que escreveu na época relatando os assédios. “Hoje, quando estava levando Dustin para a sua limousine, ele pegou no meu traseiro quatro vezes. Eu bati nele em cada uma delas e disse que ele era um velho sujo”, escreveu na época. “Aos 49 anos, eu entendo que as atitudes de Dustin Hoffman são relacionadas a muitos casos de assédio que outras mulheres já enfrentaram em Hollywood e em todos os lugares. Ele era um predador e eu apenas uma criança, isso foi assédio sexual”, disse ela.

O ator pediu desculpas após as declarações, mas não citou o caso nem a escritora. “Eu tenho o maior respeito pelas mulheres e me sinto terrível em saber que algo que eu possa ter feito a colocou em uma situação desconfortável. Eu sinto muito. Isso não reflete o que eu sou”.

Famosas que sofreram assédio sexual

Pitty sofreu violência dentro de casa. Em 2003, a cantora baiana afirmou que uma empregada da casa a levava para o banheiro e fazia carícias impróprias.
A cantora foi abusada ainda na infância por um técnico de máquina de costura que estava em sua casa. Ela detalhou o episódio em sua autobiografia. “Quando escrevi como o fato ficou impresso na minha memória, meio que desencantou por si só. A ferida foi curada”, disse ela em entrevista à Folha de SP.
Em 2014, Lady Gaga falou pela primeira vez do estupro sofrido aos 19 anos, por um produtor musical. Ela passou anos acreditando que a violência era de sua responsabilidade.
Oprah sofreu uma série de violências na infância, até a consumação do estupro aos 9 anos. Segundo ela, qualquer um que tenha passado por algo semelhante precisa passar a vida tentando reconstruir e resgatar a própria autoestima.
No livro
A apresentadora revelou ao Fantástico ter sofrido abusos aos 13 anos. “Nós achamos que somos culpados. Eu sempre achei que eu estava fazendo alguma coisa: ou era minha roupa ou era o que eu fazia que chamava a atenção. Então, ao invés de falar para as pessoas, eu tinha vergonha, me calava, me sentia mal, me sentia suja, me sentia errada
Em 2015, a atriz revelou ter sido estuprada aos 7 anos por um primo mais velho.
A atriz Gisele Itié revelou detalhes do abuso sofrido por um ex-namorado à revista Glamour, quando tinha 17 anos. Ela só conseguiu voltar a focar na carreira com o apoio da mãe e terapia.
A nadadora foi estuprada pelo ex-técnico Eugênio Miranda. Sua história inspirou a lei Joanna Maranhão, medida que determina que o prazo para que um crime sexual prescreva só comece a contar aos 18 anos da vítima, momento em que poderá denunciar
A cantora Kesha precisou passar por uma reabilitação e inúmeras sessões de terapia após revelar ter sido estuprada pelo produtor musical Dr. Luke, que a forçou a misturar drogas e álcool antes do abuso. Kesha chegou a processar o agressor.
A atriz sofreu abusos e diferentes formas de violência ao longo da infância e da adolescência. Aos dez anos, porém, Pamela foi estuprada pela babá que estava em casa. Ela sofreria mais dois abusos na adolescência.
Queen Latifah quebrou o silêncio de muitos anos e afirmou ter sido estuprada na infância por um adolescente que trabalhava na casa de seus pais.
Luana tinha por volta de 8 anos quando foi tocada de maneira imprópria. Isso a traumatizou e comprometeu diversas situações corriqueiras na vida da atriz, como uma ida ao ginecologista, por exemplo.
A atriz afirmou, em entrevista à revista Quem, ter sido abusada ainda na infância, por um homem próximo ao seu pai. “Era menina e morava na Tijuca. Um senhor me bolinava. Ele comprava muitos chocolates e me convidava para entrar na casa dele”.
Monique Evans afirmou ter sido estuprada aos 14 anos, episódio que estimulou um bloqueio sexual durante toda a vida adulta.
Helen Mirren contou à revista GQ que foi estuprada duas vezes na adolescência. À época, a atriz preferiu não denunciar, já que não era algo comum e orientado pelas autoridades.
A cantora irlandesa afirmou, sem grandes detalhes, ter sido abusada dos 8 aos 13 anos de idade. Segundo ela, a violência causou traumas irreparáveis em sua vida.
Aos 12 anos, a cantora Fiona Apple foi abusada por um estranho no prédio em que morava. O trauma a tornou ainda mais introspectiva.
A cantora fugiu de casa ainda jovem para escapar das tentativas de abuso do próprio pai. No início da carreira, em 1980, Cindy Lauper ainda fora forçada a ter uma relação sem consentimento com um homem estranho.

Dustin Hoffman é acusado de ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

Sem mais artigos