“Ela [a mãe, com quem vive] é uma garota legal. Podemos cair e rolar aos socos. Se não for assim não tem como”. A afirmação pode soar estranha, ainda mais de um cara de 38 anos eleito em 2011 o Homem Mais Sexy Vivo. Entretanto, a pessoa no caso é o ator Bradley Cooper que voltou a viver com sua mãe depois da morte do pai, há dois anos. O astro de Se Beber, Não Case! concedeu uma entrevista à revista Details, de maio.

“Nós [Cooper e a mãe] estamos sobrevivendo (…) Provavelmente não é fácil para ela, por sinal, viver com seu filho. É a vida. E agora, dois anos depois da morte de meu pai, este é o lugar onde estamos. Minha família está muito perto, e meu pai morrendo era brutal para todos nós. Foi um cisma, e seu tremor não parou. E nós precisamos um do outro. Então, aqui estamos nós. Mas não me interpretem mal. Não é sem complicações”, revelou o ator que foi indicado ao Oscar em 2013 pela sua atuação em O Lado Bom da Vida.

“Eu não sei o que aconteceu, talvez a morte do meu pai, ou eu estou ficando mais velho, mas eu percebo que eu gosto bastante agora de. . . estar sozinho. Eu posso ficar sozinho por alguns dias. E ficar bem. Eu nunca pensei que iria acontecer. Mas eu adoro ficar sozinho agora. Eu fiquei sozinho durante sete dias em Paris (…) Eu não fiz nada. Dormi até meio-dia todos os dias. Andava. Eu estava sozinho, andando de moto, às duas da manhã, quando a cidade estava completamente vazia”, afirmou Cooper.


Sem mais artigos