Elke Maravilha é a convidada do programa De Frente com Gabi, que vai ao ar neste domingo (22), no SBT. A artista, que tem mais de 40 anos de carreira, contou algumas histórias curiosas de sua vida.

Sobre seus relacionamentos, ela chegou a contar: “Tive oito casamentos e o mais curto durou dois meses, porque ele era psicopata. Eu acordava de madrugada e ele estava no sofá, vestido de Elke, com uma faca na mão”.

Além disso, Elke, que se considera uma cidadã do mundo e fala fluentemente nove idiomas, contou sobre uma experiência que teve: “Morei um ano dentro de um carro na Alemanha, meu primeiro marido e eu, viajando de aldeia em aldeia”.

Já em relação a sua vida sexual, ela disse: “Não tenho mais tesão, estou livre dos hormônios. É muito bom transar, mas também tem sido bom não. Cada coisa tem sua época”.

A artista também relembrou: “Experimentei crack três vezes, mas na minha geração usávamos drogas para autoconhecimento e hoje é para fuga.Minha única droga é a cachaça”.

De forma inusitada, ela ainda chegou a declarar: “Já estou fazendo hora extra. Daqui a pouco vou morrer”.

Sem mais artigos