O ator Eriberto Leão, de 41 anos, entrará na reta final de Amor à Vida para balançar ainda mais o núcleo gay do folhetim. Ele será o médico André Maia, que irá assumir o cargo de cirurgião chefe do hospital San Magno e flertará com Eron, personagem de Marcello Antony. Em declaração dada ao jornal O Globo deste domingo (19), o ator falou sobre seu personagem.

“Eles (André e Eron) sairão, após a contratação do André, para tomar um drinque. Esse convite parte do próprio André, durante a assinatura do contrato de admissão no hospital. Não sei mais nada sobre os detalhes dessa relação”, afirmou o ator ao Jornal.

Leão contou ainda que trabalhar com Mauro Mendonça filho (diretor -geral da novela) era um desejo seu. “O Mauro Mendonça Filho iria dirigir Jim (peça teatral protagonizada pelo ator em que um homem está diante do túmulo de Jim Morrinson, vocalista do The Doors) no início do projeto, e faz tempo que planejamos trabalhar juntos, o que não ocorreu. Vai acontecer agora, mesmo que por um curto período. Além disso, entrar nesse núcleo, que teve muito destaque e que trata de questões atuais e importantes, é interessante e desafiador”.

Sem mais artigos