Ex-BBB Aline Dahlen fala sobre brothers da atual edição do reality: ‘Parece que já chegam treinados”

Durante uma participação polêmica no “Big Brother Brasil 14” (TV Globo), a atriz Aline Dahlen foi eliminada em um paredão duplo com 80% dos votos, índice de rejeição da temporada. Desamparada e sofrendo com o julgamento dos telespectadores, a ex-BBB conta como foi vivenciar isso:

“Tudo muito sofrido. Naquela época, a emissora não ‘cuidava’ dos participantes que saíam como agora. Hoje em dia tem programas, internet, desdobramentos e até psicólogos! Lembro que havia procurado vários agentes de atores e nenhum quis trabalhar comigo. Falaram que minha imagem estava arranhada e que seria muito complicado desfazer isso. Depois da depressão e da fase de querer me esconder, respirei fundo e comecei a correr atrás sozinha.”

Após o programa, ganhou espaço na Redetv, trabalhando como repórter freelancer. Depois disso, apresentou um programa diário na TV Pampa, no Rio Grande do Sul. Também atuou em cenas no Zorra Total (Globo) com grandes atores como Fabiana Karla, Nelson Freitas e Rodrigo Sant´Anna, convidada pelo diretor da atração Maurício Sherman, que assistia BBB e viu talento na sister, que afirma:

“Não tive tempo de assinar contrato. Foi o único que me enxergou além da vilã, uma pena que ele foi afastado em seguida por causa de um grave problema de saúde.”

Anos depois, Aline se tornou um dos grandes nomes no mundo do fisiculturismo internacional. A modelo e atriz foi recentemente campeã da edição europeia da competição “World Beauty Fitness & Fashion” (WBFF), na categoria “Diva Fitness Model” e na Dubai Muscle Classic. Com isso, passou a ser considerada atleta profissional.

Críticas nas redes

Após a estreia do “BBB 22” em meados de janeiro, diversos internautas criticaram o posicionamento dos participantes do programa, que pareciam pisar em ovos com suas falas e atitudes com medo de serem “cancelados”. No meio das críticas, os telespectadores afirmavam que os brothers e sisters escondem suas reais personalidades e sentimentos por receio de serem rejeitados. Aline, que passou por esse processo de “cancelamento” após o reality show, opina sobre esse tema:

“Parece que já chegam treinados. Eles já sabem o que pode acontecer no programa, e têm uma saída para cada situação. Coach, assessor, empresário…O BBB é uma grande vitrine que pode alavancar ou destruir a carreira de alguém. É uma exposição muito grande, mas com uma boa equipe você pode usar isso a seu favor. Tal qual rede social, ninguém está ali para brincadeira. São fotos produzidas, estúdios e um bom texto previamente decorado e escolhido para ser postado. Acredito que perderam a essência de ser algo real. O medo da rejeição é uma consequência do que a gente vê hoje.”

Para a atriz, hoje em dia é possível construir um personagem ao longo do programa, se algumas estratégias forem seguidas. Negando ter feito isso em sua edição, a atleta comenta sobre o assunto:

“Não atuei. Não conseguia ficar me segurando porque entrei com o coração aberto, bem inocente. Eu falava o que tinha que ser falado, errei e acertei, como qualquer ser humano. Atualmente, a galera consegue atuar sim, mas só com uma preparação boa. Talvez se eu tivesse entrado com ajuda de profissionais e falas ensaiadas, não teria saído com rejeição.”

O que fazer para melhorar essa edição do “Big Brother” então? A fisiculturista aconselha os participantes dessa temporada:

“Difícil dar conselhos, quem sou eu perto de assessores? (risos). Sou só uma artista, gosto de falar com o público e treinar pesado para minhas competições. Mas o que eu posso dizer é: aproveitem, é uma oportunidade única. Deem o melhor de vocês para colher bons frutos disso e tenham uma excelente equipe por trás, porque hoje em dia isso é um super business.”

O julgamento do público

Apesar de ser conhecida pelo Brasil inteiro pela sua personalidade forte, Aline não possuía profissionais para direcioná-la. Para a modelo, seu maior erro foi não possuir condição financeira para investir na preparação para o reality show e nos próximos passos após o programa, prejudicando sua carreira:

“Hoje em dia, a galera entra com coach, assessoria de imprensa, fotos profissionais para divulgação em rede social e mídias, tudo muito profissionalizado. Só que isso tem um custo altíssimo! Eu era atriz, mas vinha do teatro. Já tinha feito participações em televisão e alguns comerciais, mas eu não entendia nada de mídia. Eu sabia dar um texto, e só. Meu pecado foi não ter tido dinheiro para contratar uma equipe.”

Mesmo com dificuldades, a ex-BBB conseguiu driblar esse rótulo de rejeição e dar a volta por cima, conquistando mais de 150 mil seguidores em seu Instagram. Aline revela o segredo para obter essa conquista:

“Amor próprio. Pessoas em volta de mim me incentivando. Não fomos feitos para viver sozinho, tudo é mais fácil quando se tem torcida. Passei a acreditar em mim e a ouvir pessoas que me amavam. Com o tempo, fui conquistando fãs na internet e resolvi seguir em frente para dar orgulho a eles e à minha mãezinha, que torce por mim lá no céu. Acredite em você e faça com paixão. Esse é o segredo da ressurreição.”

Ex-BBB Aline Dahlen fala sobre brothers do "BBB22": "chegam treinados"

Sem mais artigos