Apesar de estar vivendo a atriz decadente Bárbara Ellen na
novela Sangue Bom, da TV Globo, na vida real, Giulia Gam, de 46 anos, está em
uma boa fase de sua carreira. Em entrevista para a revista Marie Claire, deste
mês de julho, ela relembrou alguns momentos de sua vida.

Apesar de não gostar de tocar no assunto, ela comentou o fim
de seu casamento com o apresentador Pedro Bial, que aconteceu em 1999, após
ficarem dois anos juntos.

“Não teve um fato objetivo, como uma briga ou uma
infidelidade. Não foi porque a gente parou de se gostar. Aconteceram muitas
coisas externas, circunstâncias de vida mesmo e que eu, ou nós dois, não
tivemos maturidade para lidar. Nunca conseguimos falar sobre nossa separação,
talvez por isso tenha demorado tanto para finalizá-la”, disse a atriz.

Ela também citou algumas experiências que teve, relacionadas
ao uso de drogas: “Flertei, mas graças a Deus nunca caí nessa. Com maconha,
minha pressão baixava e eu ficava uma retardada. Nos anos 80, chique era
cheirar cocaína. Tinha em todas as festas, era quase um símbolo da década
yuppie, uma coisa Nova York, de artista moderno. Um amigo me apresentou a ‘carreira
lady’, que era menor, só para dar um brilho. Você cheirava, dançava muito,
suava e pronto. Até que uma vez eu trinquei. Passei muito mal, vi que não era
por aí. E se alguém usar isso para tapar o buraco dos problemas, então…ferrou,
né?”.

Giulia Gam comenta relação com Pedro Bial: 'Nunca conseguimos falar sobre nossa separação'

Sem mais artigos