No ar como Esther de Fina Estampa, Julia Lemmertz respondeu as perguntas da seção Você Entrevista, do jornal Extra, desta segunda-feira (23) e comentou sobre o ciúme que sente do marido Alexandre Borges, em alguns trabalhos.

“Sinto ciúme sim, mas, se a cada trabalho eu me manifestar quanto a isso, vai ser impossível viver com ele. A gente sente, mas fica frio. É o nosso trabalho e temos que ter respeito, confiança e segurar essa onda, porque ciúme é um sentimento muito ruim para todos”, disse a atriz.

Ela revelou como lida com os boatos que surgem na mídia envolvendo seu nome: “Não me abro completamente. Acho que nem tudo tem que ser dito sobre a sua vida pessoal e íntima. Nunca me aborreci seriamente. Também não dou bola para fofoca. Da minha vida cuido eu, e ficar calado é a melhor atitude”.

Julia também falou sobre o convite que recebeu do autor Manoel Carlos, para viver sua última Helena em sua próxima trama, já que a mãe da atriz, Lilian Lemmertz, interpretou a primeira versão dessa personagem, há 30 anos: “É muito bonito o Maneco ter tido a ideia do fechamento desse ciclo. Tenho a intuição de que vai ser muito especial”.

Julia Lemmertz: "Nem tudo tem que ser dito sobre sua vida pessoal. Não dou bola para fofoca"

Sem mais artigos