Obediente ao pai, Hilda, personagem de Luiza Valderato em Joia Rara, vai começar a se rebelar com o jeito ditatorial do pai, o poderoso Ernest Hauser (José de Abreu), e colocar as ‘asinhas de fora’. A revelação foi feita pela atriz ao jornal O Globo deste sábado (19). A atriz contou também que o marido, Alberto Blanco, não tem ciúmes quando ela faz cenas mais sensuais. ” É bem tranquilo, gosta inclusive de assistir. A gente deixa gravando e vê mais tarde, ele participa muito”, disse. 

A atriz contou que Hilda, de vestido tomara-que-caia prateado vai cantar ‘Parabéns a você’ no estilo Marilyn Monroe ao pai, que ficará furioso com suas atitudes e vai obrigá-la a se casar com Décio (Miguel Rômulo). Detalhe: o momento histórico de Joia Rara é situado depois da 2ª Guerra Mundial (1939-1945), portanto em fins da década de 40, e o famoso parabéns de Marilyn para o presidente John Kennedy foi cantado em 19 de maio de 1962. 

Hilda vai acabar se envolvendo com Toni (Thiago Lacerda) na trama de Duda Rachid e Telma Guedes. 

 

Sem mais artigos