Madonna em fotos um ano antes de lançar seu primeiro álbum

Carta escrita por Madonna em 1979

O blog Letters of Note publicou nesta quarta-feira (02), uma carta enviada por Madonna ao diretor Stephen Lewicki, em 1979, no qual a artista pedia um papel no thriller erótico A Certain Sacrifice, que acabou sendo o seu primeiro trabalho nas telas.

Após ficar famosa e se tornar uma cantora conhecida mundialmente, a loira ainda tentou proibir a veiculação do filme, pelo qual recebeu um cachê simbólico de R$ 170. O vídeo foi lançado em 1985.

“Nasci e fui criada em Detroit, Michigan, onde comecei minha carreira com petulância e precocidade. Quando estava na quinta série, sabia que eu queria ser uma freira ou uma estrela de cinema. Nove meses em um convento me curaram da primeira doença”, escreveu a popstar, no que ela ainda chama de “currículo informal”.

No restante do manuscrito, Madonna fala do seu descontentamento com o colégio e sua preparação para a carreira artística.

Leia abaixo a tradução da carta:

“Querido Stephen,

Por favor, me desculpe pelo currículo informal. Estive fora do país por muitos meses e, ao retornar, descobri vários documentos importantes fora do lugar. Meus currículos inclusos.

Nasci e fui criada em Detroit, Michigan, onde comecei minha carreira com petulância e precocidade. Quando estava na quinta série, sabia que eu queria ser uma freira ou uma estrela de cinema. Nove meses em um convento me curaram da primeira doença. Durante o colégio, me tornei um pouco esquizofrênica por não conseguir escolher entre ser a virgem da classe ou o outro tipo. Os dois tinham seus valores, até onde consegui enxergar.

Quando eu tinha 15 anos, comecei a fazer aulas de balé regularmente, ouvia música barroca e, lenta e seguramente, desenvolvi uma enorme antipatia pelos meus colegas de classe, professores e o colégio em geral. Havia apenas uma exceção e essa era minha aula de interpretação. Durante uma hora todos os dias, os megalomaníacos e egoístas se encontravam para competir por papéis e discutir sobre interpretação. Eu secretamente adorava cada momento em que todos os olhares estavam sobre mim e eu poderia praticar como ser charmosa ou sofisticada. Minha impaciência sem fim me levou a me formar um ano antes e ingressei na escola de artes da Universidade de Michigan para estudar música, arte, dança e participar regularmente da maioria das produções teatrais.

Depois de dois anos de uma vida isolada e utópica, eu estava morrendo por um desafio, então me mudei para Nova York e abandonei a faculdade. No início, me concentrei apenas em dançar e em dois meses entrei para uma companhia de dança moderna (Pearl Lang). Participei de três temporadas e excursionei pela Itália, mas a dança não foi tão gratificante quanto eu esperava e os modos psicóticos da Pearl estavam me arruinando.

Depois me sustentei dançando em companhias pequenas e medíocres (Walter Nicks, Peggy Harrel, Ailey III), cantando numa banda new wave, trabalhando com um cineasta (Eliot Fain) e como modelo para artistas e fotógrafos.

Em maio de 79, uns produtores musicais franceses (Aquarius Label) me viram cantar e dançar em um teste e me convidaram para ir à Europa, onde eles poderiam me produzir como cantora. Um apartamento na 36 com a 10 e uma dieta constante de pipoca fizeram minha decisão fácil. Vim para Paris sob o acordo de que, após alguns meses de trabalho em um estúdio de música para me familiarizar com a indústria fonográfica, eu decidiria se queria assinar um contrato com eles. Após dois meses de restaurantes e boates todos os dias, sendo arrastada para países diferentes a cada semana e trabalhando com homens de negócio e não músicos, soube que essa vida não era para mim.

Passei mais um mês em Paris me sentindo miseravelmente improdutiva, mas não podia mais suportar a esterilidade da cidade ou minha falta de moradia, então voltei para NY. Estou aqui há três semanas, trabalhando com minha banda, aprendendo a tocar bateria, tendo aulas de dança e esperando pelo meu 20º aniversário.

Isso é tudo?

Madonna Cicconi“

Veja no álbum fotos de Madonna um ano antes de lançar seu primeiro álbum.

Madonna revela em carta que queria ser freira ou estrela de cinema

Sem mais artigos